Problemas de quem nunca usou uma máquina de escrever

Você que tem uns 20 anos talvez nunca tenha datilografado (teclar ou digitar são modernos demais) em uma máquina de escrever. Se esse for o seu caso, assim que você sentar à frente de uma, vai reparar de cara em 6 coisas na hora de escrever:

1- Que as teclas são altas pra burro.
2- Que não dá para digitar por mais de 3 minutos seguidos sem você descansar o pulso
3- Que é impossível digitar a letra “A” com o dedo mínimo da mão esquerda!
4- Errou, ferrou
5- Cadê a tecla Enter?
6- Cadê o número 1????? (o número 1 é a tecla L minúsculo, ou seja, Dez Reais se escreve R$ l0,00)

O causo de hoje se refere ao 6º item! Estavamos esperando um email urgente do banco, mas nada de ele chegar. Solicitei para a atendende enviar novamente e nada! Foi quando eu pedi para ela me falar para qual email estava enviando a mensagem e ela confirmou:

Atendente: Estou enviando para um ponto silva arroba empresa ponto com

Jonny: Não é um “um”, é um L minúsculo!

O Formulário havia sido preenchido na máquina de escrever, e a pessoa provavelmente não sabia desse pequeno detalhe da tecla L!

l lapis custa l real

Tai um sinal do choque da geração Máquina X geração Word !!!!

[BL]Máquina de escrever, Curso de Word[/BL]

7 thoughts on “Problemas de quem nunca usou uma máquina de escrever

  • 06/11/2007 at 2:38 pm
    Permalink

    Jonny,
    Algumas coisas podem ser evitadas usando caixa alta (TUDO MAIÚSCULO) na hora de datilografar e-mails, endereços e principalmente quando se trata de formulários.

    L.SILVA@EMPRESA.COM
    1.SILVA@EMPRESA.COM

    Tenho 21 anos e já cheguei a datilografar, em minha casa tinha uma máquina… adorava! eheh

  • 06/11/2007 at 3:33 pm
    Permalink

    serve maquina de escrever elétrica? com direiro a tecla 1 e fita de apagar?

  • 06/11/2007 at 3:42 pm
    Permalink

    Dani!

    Se você descer lá no Fiscal você vai ver que a máquina elétrica foi dessa para melhor…

    Sua chance de mexer enfim em uma máquina de escrever ROOTS!!!

  • 11/11/2007 at 9:46 am
    Permalink

    Eu apresentando o jornal para uma caravana de colégio.

    Um moleque me puxa pela camiseta.

    – Que que é isso? – apontando para um objeto muito antigo sob uma redoma e que pertenceu ao dono do jornal.

    – Uma máquina de escrever, filho. É quase igual a um computador. Mas vem com a impressora e imprime na hora.

    Bem. Aprendi a digitar sozinho em uma Olivetti portátil e meus dedos têm bíceps. E eu sei que a diferença entre as palavras digitar e datilografar não é apenas gráfica.

  • 12/11/2007 at 12:05 am
    Permalink

    Alessandro

    Isso me faz lembrar da época que um curso de datilografia era tão ou mais importante que ter um curso de Word no Currículo

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *