Como “plagiar” um texto de um blog corretamente

Já tive vários textos meus plagiados/copiados, mas depois do BOOM de posts “CTRL+C CTRL+V*” na blogosfera somente hoje que alguém copiou um texto daqui do Infoblog (Como descobrir se uma fotografia é montagem). Dai veio a idéia desse post!

Antes de mais nada, o importante é você entender a diferença de plágio e cópia não autorizada. Isso foi abordado por mim, pela Amanda e pela Dani Toste no episódio 9 do Podcast Decodificando. Resumidamente, plágio é você copiar um texto de alguém e assumir a autoria na cara dura. Cópia não autorizada é quando um texto é protegido pela lei dos direitos autorais e você o publica sem a autorização do autor, mesmo linkando o post original.

Plágio novo - antes e depois

São vários motivos para você não plagiar ou não utilizar um texto sem a autorização do autor:

1- O autor do texto original sai perdendo muito, pois terá que dividir o número dos visitantes oriundos dos mecanismos de buscas com o texto copiado;

2- Páginas idênticas diminuem o ranqueamento do Google, ou seja, posts semelhantes tendem a ficar para trás;

3- Qualquer mecânismo de Monetização (principalmente o Google Adsense) EXIGE que o conteúdo onde a propaganda aparecerá seja ORIGINAL. Basta ler o regulamento:

Material protegido por leis de direitos autorais

Os editores de sites não podem exibir anúncios do Google em páginas que apresentam conteúdo protegido por leis de direitos autorais, a menos que tenham os direitos legais necessários para exibir esse conteúdo. Para obter mais informações, consulte nossa política DMCA.

(retirado do regulamento para utilização do Adsense)

4- Blogs que são descobertos com conteúdos não originais rapidamente caem em descrédito.

5- O autor original pode ter demorado 3 horas para escrever o texto, e o copiador leva 3 segundos para colocar no ar o mesmo texto;

6- É crime (esse é o motivo principal).

(abaixo o texto que eu enviei no meu 1o caso de copia de post)

Aviso ao copiador

Mas se você leu AQUELE super texto e acha que todo mundo tem que ler também, segue uma receita de como você deve proceder para evitar maiores problemas:

1º- Caso você queira publicar o texto por inteiro, entre em contato com o autor do texto. Se os outros conteúdos do seu site/blog/portal for relacionado com o assunto a ser copiado, existe grandes chances do autor liberar a divulgação do texto.

2º- COMECE o texto deixando bem claro que o texto foi retirado da página ABC e que foi gentilmente cedido pelo autor. E não esqueça de linkar o autor (o endereço principal) e o endereço do post! Veja o exemplo abaixo:

Esse texto foi originalmente escrito no “Blosque – Blogando por dinheiro…. com inteligência” e sua utilização nesse blog foi gentilmente cedido pela Nospheratt.

3º- Acrescente algum conteúdo útil depois do final do texto. Concorde, discorde, acrescente algo… Faça qualquer coisa, afinal a diferença entre o post original e o seu post está justamente na sua opinião. Se não for opinar, simplesmente coloque um link do texto.

4º- Se o conteúdo a ser copiado possuir imagens, salve TODAS elas em seu servidor e utilize-as em seu post. Banda custa $$$, e você não vai querer dar prejuizo ao autor original do texto, certo?

Fazendo tudo isso, todo mundo poderá utilizar os textos dos outros sem maiores problemas jurídicos. Embora pessoalmente sempre preferi não utilizar o texto inteiro do autor original, e sim utilizar referências como “Estava lendo o excelente post do Inagaki sobre a proibição do Counter Strike no Brasil e pensei como a justiça bla bla bla bla bla… ” , e é isso que eu realmente recomento a todos!

Colando o Dia de Folga no Infoblog

(foto: colando o Blog “Dia de Folga” no Infoblog)

* CTRL+C CTRL+V são respectivamente os atalhos do computador para Copiar e Colar. No caso dos blogs significa copiar o texto original e colar em algum outro blog.

29 thoughts on “Como “plagiar” um texto de um blog corretamente

  • 23/01/2008 at 9:32 am
    Permalink

    Ótimo texto, Jonny, bem didático (e com a participação especial do coolnex card do diadefolga, hehehe).

  • 23/01/2008 at 10:31 am
    Permalink

    Aê Jonny!
    Excelente o seu texto, parabéns!
    Eu ainda estou sendo bonzinho com aqueles que copiaram textos meus, peço pra retirar. E aviso caso não seja excluir em tantas horas eu denuncio aos sistemas de monetização. Esse pessoal quer ganhar uns trocados as custas dos outros… Denunciando ele perde o que ganhou ate o momento! O que é bem feito! 😀
    Abraço!

  • Pingback: Infoblog » As 12 desculpas mais utilizadas pelas plagiadores de texto

  • 23/01/2008 at 11:29 am
    Permalink

    Rs, o mais difícil é conseguir demonstrar ao plagiador que o que ele fez não é uma homenagem ao seu texto… a maioria deles acham que por estar copiando significa que ele gostou muito… vai entender.

  • Pingback: blosque.com | Ferramentas para Combater Copiadores: Informação e um Plugin

  • 23/01/2008 at 11:49 am
    Permalink

    Gostei. É uma coisa bastante simples de se fazer. Eu mesmo já publiquei material de outros autores no meu blog, como Clóvis Rossi e Barbara Gancia. Mas sempre pedindo autorização antes, e só publicando se a recebia, citando a fonte. Aliás, o pedido de autorização me rendeu até papos interessantes com o Clóvis Rossi, só ganhei em fazer isto.

  • 23/01/2008 at 12:45 pm
    Permalink

    Esse negócio de plágio virou uma coisa séria. Sou professor universitário e a quantidade de trabalhos de alunos que são copiados da internet chega a irritar. Hoje, virou quase uma obrigação o professor pegar os trabalhos e passar horas pesquisando no Googleráculo, já com a certeza de que pelo menos cinqüenta por cento é cópia deslavada, sem citação das fontes originais.
    isso acontece desde trabalhos pequenos até às monografias – onde tem casos de trabalhos copiados 100%.
    Isso sem falar nas empresas que cobram {caro} para fazer as monografias.

  • 23/01/2008 at 1:06 pm
    Permalink

    Mas Jonny, se seu site está sob uma licença by-nc-sa da Creative Commons, qualquer pessoa pode “copiar, distribuir, exibir e executar a obra” sem pedir autorização, desde que cumpra com as condições propostas, que são dar a atribuição a você, não fazer uso comercial e redistribuir a obra sob mesma licença.

    Não sei qual foi o caso, mas se o site deixou claro que o autor do tópico foi você, ele não está infringindo a licença neste ponto. Agora se copiou e omitiu o autor original, aí sim.

    Outro ponto difícil é o “uso comercial”. Sempre foi uma das coisas mais complicadas da Creative Commons. Como vocês levantaram no último Decodificando, já ouvi gente falando que copiar um texto e inserí-lo numa página cheia de anúncios (com óbvias intenções comerciais) pode ser considerado uso comercial. A opinião contrária também já apareceu diversas vezes.

    No item 4c da licença diz que:

    “Você não poderá exercer nenhum dos direitos acima concedidos a Você na Seção 3 de qualquer maneira que seja predominantemente intencionada ou direcionada à obtenção de vantagem comercial ou compensação monetária privada.”

    Como demonstrar a “intenção de obter vantagem comercial”?

    Imaginemos que um problogger famosíssimo decide escrever a respeito de um tópico seu. Como seu conteúdo está sob uma licença CC ele pode copiar o texto na íntegra e colá-lo no seu site. No entanto, ele faz isso de uma maneira construtiva, citando o autor, fazendo comentários, dando sua opinião sobre o assunto, etc (i.e. seguindo as orientações referidas acima). No entanto, veja que como problogger assumido, ele está sempre buscando aumentar sua audiência, e o faz publicando tópicos interessantes. Ele tem intenções comerciais ao publicar seu texto. Ele está infringindo a sua licença no item 4c. Assim como o cara que copiou na cara dura e enfiou um monte de anúncio no meio.

    A diferença é que um te traz muitos visitantes novos e o outro compete com seus tópicos nos mecanismos de busca…

    Questão complicada, ainda mais agora que as licenças CC estão amplamente difundidas.

    abraço!

  • 23/01/2008 at 1:35 pm
    Permalink

    Excelente jonny, suas dicas. Confesso que estava bem disinformado das coisas faladas aqui. Informativo e didático, parabéns.
    abraço

  • 23/01/2008 at 10:26 pm
    Permalink

    Bom, como meu blog tbm tem uma boa visitação, quando eu quero compartilhar aquele super texto que alguém escreveu, eu peço autorização e falo sobre, dando minha opinião e com link para a página e post do autor.

    Mas agora usarei somente parte do texto ou somente o título.

    Belo post.

    ps.: Vou colar no meu blog hahahahah

    🙂

  • 24/01/2008 at 8:38 am
    Permalink

    Cadê o comentário que eu deixei aqui? O gato comeu… Era algo assim:

    “Jonny, excelente post, meus parabéns! Vou copiar e colocar “Fonte: Infoblog” sem link, tá? 😛

    Falando sério, muito bom; vai servir (espero) para muita gente que está começando e não entende direito como funcionam as coisas. Vou referenciar lá no Blosque!”

    Vamos ver se dessa vez vai. Beijo! ^^

  • Pingback: Bons textos na semana

  • Pingback: Infoblog » Crie um Bloghit - 1a parte: Papel higiênico e bonecos da Blogosfera

  • 01/02/2008 at 5:07 pm
    Permalink

    Opa Jonny!

    O texto está muito legal mesmo! Eu acredito que este tipo de ação (educar, instruir e etc…) funciona mais efetivamente do que xingamentos e pitis…

    Vou apontar este texto aqui no meu blogue!

    []’s

  • Pingback: Sergio Blog 2.4

  • Pingback: Infoblog » Drops - Cadê o lado ecológico do Campus Party?

  • Pingback: PatricF.info » Blog Archive » Copiar e só citar a fonte é para os fracos…

  • Pingback: Crie, não copie | Digital Paper Design

  • Pingback: Qual castigo merece um plagiador de conteúdo?

  • Pingback: Cuidados para não cometer plágio… - Sátira Virtual - Acidez até a última gota!

  • 03/04/2008 at 8:16 am
    Permalink

    Excelente texto, muito explicativo… e bom para muitos por ai… parabens

  • Pingback: Cópias na Internet: Nem Tudo é Plágio

  • Pingback: Plágio prejudica sim! - Vibe Mídia

  • 08/02/2009 at 7:38 pm
    Permalink

    Excelente momento para um artigo sobre plágio. o ano está começando e é o momento certo para novas idéias, novas atitudes…
    um abraço.

  • 05/06/2009 at 7:35 pm
    Permalink

    Eu gostei muito desta reportagem Jonny, Bem educativa. Tem muita gente nesse mundo da informática que só rouba as idéias dos outros e ainda ganham por essa idéia.

  • 07/06/2009 at 11:57 pm
    Permalink

    SHOW este post, é uma boa informação para os iniciante como eu.
    Tinha lido algus posts do Blosque, e você complementa o assunto.

    Parabens em muito obrigado!

  • 30/11/2009 at 1:11 am
    Permalink

    Como devo me referir à um artigo,.. se quiser citá-lo em minha monografia? De maneira licita, mesmo que esse seja protegido?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *