Confiei demais no Google e me lasquei

Ninguém é um dicionário ambulante! E como todo ser humano normal, eu sempre confundo a grafia de algumas palavras.

Como ir pegar um dicionário, abrir, verificar a palavra, levar o dicionário de volta, sentar novamente no computador, esquecer a palavra, levantar, abrir verificar a palavra novamente, levar o dicionário de volta, sentar e escrever dá muito trabalho, eu sempre utilizei um artifício prático: Escrevo o que eu quero saber na barra de ferramenta do google, escrevo a outra versão e pronto. A grafia que a busca que tiver mais páginas é a correta.

Um exemplo: Licensa ou licença de computador? A confusão acontece por causa de “license” e também porque um “n” automáticamente em meu cérebro puxa um “s”.

Fazendo o teste, temos:

Licensa

Licença

Logo, “a palavra correta” é Licença!

De vez em quando o Google é até mais bonzinho de te mostra algumas opções:

Você quis Licença

Tudo isso para dizer que certo dia eu fui escrever “Analisar” e eu parei e pensei: “Hummm… com S ou com Z?” (que burro, se analise é com S, grandes chances de ser analiSar)

Fui fazer o teste do Google e eis que:

Analizar

Analisar

Cravei “Analizar” com certeza…

… e errei feio em meu texto!!!

O Google errou? Não… o Oráculo nunca erra!!! É que em espanhol se escreve com Z. Como temos muito mais sites em espanhol que em português, logo…

Agora que meu médico mandou eu voltar a fazer exercícíos, vou começar a buscar o dicionário, procurar, voltar…

Ps: Buscando em português, o Google dá analisar 2.460.00 X 243.000 analizar

[BL]Dicionário Aurélio, Dicionário Houaiss, Dicionário Michaelis[/BL]

14 thoughts on “Confiei demais no Google e me lasquei

  • 17/10/2007 at 1:40 pm
    Permalink

    Pô, até semana passada eu usava o mesmo artificio meu caro (só que, eu usava o próprio “www.google.com.br” e escolhia o idioma português pra garantir que estava fazendo a busca correta 🙂

    Mais então, essa semana recebi uma dica de um dicionário eletrônico atualizado pela internet (eu achei show de bola), tanto que escrevi um post sobre o dito cujo: convido-o a apreciar (tá lá no meu blog!). Abraços !

  • 17/10/2007 at 1:50 pm
    Permalink

    Ops! Jonny parceiro!
    Quando tiveres um tempinho atualizando o endereço no seu blogroll 😀
    ra ra ra…

  • 17/10/2007 at 2:28 pm
    Permalink

    Mais prático e divertido é o Google Fight (http://www.googlefight.com/), que compara automaticamente o número de ocorrências de dois termos quaisquer.

    Mas ainda não filtra por idioma :/

    Bjs, e parabéns pelo blog!

  • 17/10/2007 at 5:58 pm
    Permalink

    uhahuauhauuah, bah pior que eu também corro para o Google quando a memória ortográfica falha, ate porque também vou esquecer a palavra e ter que olha de novo no dicionário

    Abraços

  • 18/10/2007 at 12:01 am
    Permalink

    Ia destruir o seu exercício indicando o priberam mas alguém já fez isso, o problema é que as vezes dá preguiça de ir até o site verificar hehehehehe

    Acho que agora resolvo isso com o add-on que o Carlos Fran indicou.

  • 18/10/2007 at 7:06 am
    Permalink

    Eu uso o priberam tbm.

    O Fran acabou de salvar a patria para mta gente!!!

    []s

  • 19/10/2007 at 10:02 am
    Permalink

    Eu também faço isso, porém eu analiso os textos que tem os termos, assim eu não corro o mesmo risco. 😀

  • 22/10/2007 at 9:43 am
    Permalink

    Olha o priberam decepcionando.

    Enquanto escrivia ontem para inciar meu novo blog fiquei em dúvida em qual “e” ia o acento circunflexo, fui direto ao priberam e pesquisei sem acento, ele retornou “género”, com agudo no primero “e”.

    Muito provavelmente seja a grafia porteguesa, mas vale a pena ficar de olho.

    PS: Maldito aurélio que não sei onde se escondeu.

  • 22/10/2007 at 11:54 pm
    Permalink

    Ostrock (e todos que comentaram sobre o Piberam)

    Puta nome horrível!!! Poderiam ter usando um nomezinho mais “comum” para um dicionário de Português! rs rs rs rs

    Eu já conhecia! A Dani já tinha me mostrado 🙂

  • 23/10/2007 at 7:59 am
    Permalink

    @ Ostrock
    O Priberam realmente usa a grafia portuguesa!
    (possui até um dicionário caboverdiano)

    @ Jonny
    O nome realmente é terrível!

  • 23/10/2007 at 11:06 pm
    Permalink

    O noem realmente é horrível, mas é uma “mão na roda” tirando a maldita grafia portuguesa de Portugal que é de matar…. ainda bem que tenho o corretor do FF

  • 25/03/2008 at 12:38 pm
    Permalink

    É o problema do português brasileiro… e já agora… maldita grafia é o portugês brasileiro… ou será brazileiro? Cumprimentos para os Jefersons e Cleydinilsons…

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *