Veja como é fácil furtar um notebook no Campus Party

Que a segurança do Campus Party  nunca foi boa, todo campuseiro sabe.  Tanto ano passado como este ano aconteceram furtos de câmeras, celulares, etc e nada foi feito para tentar diminuir isso. Inclusive a Folha e a Comunidade “Campus Party” do Orkut já notificaram estes furtos e problemas!

Mas quem nunca veio para o evento não tem a menor noção de como a coisa aqui é RIDÍCULA de insegura! Todo mundo deixa seus gadgets na mesa, acreditando fielmente na boa fé dos outros participantes.

Notebooks dando sopa
Notebooks em cima da mesa, sem seus donos por perto (foto: Jonny Ken)

Pensando em escancarar para o mundo, @jonnyken (eu), a @danitoste (Sapere Aude) e o @fugita (Techbits) resolvemos mostrar isso do melhor jeito possível – NA PRÁTICA! Tentei sair com 2 notebooks – o meu e o da Dani, e com uma câmera nem um pouco escondida (veja o making off do final) registramos como é fácil sair com qualquer gadget da área dos participantes.

Espero que para o ano que vem, a segurança seja um pouco mais rígida! Talvez algo como um raio x de aeroporto ou algo do tipo resolveria! Os detectores de metais deste ano serviram meramente de enfeite!

notebooks-dando-sopa2
Não gosta de PCs? Se quiser tem Mac também! (foto: Jonny Ken)

PS1 – Eu, a Dani Toste e a Amanda Wanderley fizemos um episódio sobre responsabilidades sobre o furto de notebook no Decodificando. No próximo episódio abordaremos se neste caso, o problema seria do Campus Party ou do usuário?

PS2- Agradecimento ao Renê Fraga pelos links da folha e do Orkut!

48 opiniões sobre “Veja como é fácil furtar um notebook no Campus Party

  1. Por isso que eu levei um cadeado para notebooks e deixei o meu bem preso nas mesas quando passeava pelo pavilhão. Se alguém quisesse levar, teria que arrastar a mesa junto. Realmente a segurança era bem falha…

  2. em pensar que eu deixei meu mac book pro largado pelas mesas enquanto eu dormia… Esse ano a parada foi tensa mesmo. Varios notes, celulares e cams roubadas. Fica o aviso pro ano que vem neh…

    E a população ainda reclama dos políticos corruptos… Existe muita gente pior fora da política, fora das cadeias… E o pior, estando ao seu lado e vc nem imaginar… Triste, mto triste.

  3. Eles simplesmente assumem que a pessoa tem um notebook e por tanto não vai roubar outro. Esses seguranças não devem ter nenhum tipo de treinamento específico para o evento, e ai acontece isso.

  4. Pingback: O ano que a Campus Party Brasil acabou! // justplay.info

  5. O meu ponto de vista é diferente… o pessoal confia muito nos outros.. nego saia e largava o note em cima das bancadas..
    Não acho que seja culpa da segurança… pelo contrario..achei ateh chato ficar por ai e nego toda hora pedindo o meu cartao pra conferir com o note…

    mas enfim.. isso eh o Brasil rs

  6. é foda, eu deixei meu note confiando mesmo… mas sempre tinha alguém que pudesse olhar para mim… concordo com o rapaz acima q mostrar bolsa toda hora tava chato tb…

    mas nao adianta nada tudo isso… era só vc pegar um note e desmontar, pq levar peças avulsas tava facil… ou esses eeepc, mobo e etc… é só vc jogar dentro de um gabinete de pc normal q cabe…

    resumindo… a gente tinha tudo para tomar… o q devemos exigir é seguro para no caso de roubo (q é nosso por direito…)

  7. Jonny,

    Me ocorreu exatamente isso que tu referiu no teu PS1. Entendo que deixar aparelhos de grande valor em um local de grande movimento é vacilo ao qual apenas o proprietário deve responder, não havendo como cometer à segurança do evento a vigilância que não se tem.
    Pelo contrário no caso do note do Arcanjo ele agiu exatamente como o hotel esperava: ou seja o restaurante do hotel não tinha garçom, operando sob o sistema de buffet. Nesta caso seria óbvio que o cliente deixasse sua bolsa junto à mesa para ir-se servir.
    Portanto aí sim competiria ao estabelecimento oferecer vigilância.
    No caso do Campus Party a segurança fazendo com que se exibissem os notes era apenas um estorvo aos campuseiros, uma vez que inócua como medida de segurança como você demonstrou, retirando os seguranças que poderiam estar circulando pelo evento para esta atividade.

  8. bota falha nisso! alguns vigias passavam o detector, mas nem a câmera fotográfica detectava!

  9. fala Modafoca!

    É muito comum ter pessoas experts em furto de notebook em feiras e aeroportos. Se um desses entrar no Campus party, todos estariam fudidos!!!

    A idéia do post é reclamar da segurança, mas PRINCIPALMENTE alertar os campuseiros para que no ano que vem NÃO VACILEM!!!

  10. Mariana…

    Eu acho que os seguranças não deve ter mais saco de ficar abrindo e fechando a mochila, e nunca ver nada! Por isso, no final, provavelmente já fazem isso “roboticamente”.

    Talvez (não sei se fizeram isso), algum esquema de rodizio…

    Bom, não tem como! o melhor mesmo é cuidar do computador como se fosse um filho! esta segurança é para o pessoal que leva um desktop e não tem como levar o computador para a barraca!

  11. Eu acho que parte da culpa é do evento, mas parte da culpa é dos campuseiros… ninguém pode vacilar lá dentro! largar o notebook é como largar o filho sentado na praia! Vários fatores contribuem para você não encontrar nada na volta!

  12. Vinicius

    Realmente é um pé no saco enfrentar uma fila para ver se você não está levando nada, mas acho que é como a porta giratória dos bancos: um mal necessário. Pode até não funcionar, mas intimida!

    Mas que pelo menos faça o trabalho direito! O vigia nem se deu o trabalho de passar o detector de metais

  13. Kevin

    Nem precisa desse trabalho todo! É só pegar um dia frio e simplesmente colocar o notebook atrás do corpo. Não precisa nem ser revistado!

    Nenhuma seguradora vai aceitar segurar os notebooks dos campuseiros. Somente se o valor for extremamente alto e se a seguradora puder tomar conta da segurança.

    A grande parte das pessoas passavam pela porta para poder ir a lanchonete! Se alguém colocasse uma barraca la dentro já diminuiria um pouco esse trafego!

    bom, espero que ano que vem melhore, mas o melhor jeito é não tirar o olho!

  14. Jorge!

    Com certeza, sem sombra de dúvida, a culpa é do usuário! É impossivel que os seguranças vistoriem um por um em um evento de 3 mil pessoas que saem e entram várias vezes ao dia.

    Mas não sei o que a Dani acha!!! Não perguntei isso a ela ainda! rs rs rs

  15. Não querendo justificar a falta de segurança mas putz… Deixar um note largado numa mesa é muita burrice. Eu não largo meu celular de vista por nenhum segundo, agora imagina note? A responsabilidade é do usuário sim. Culpar a empresa é o mesmo que culpar o Governo por terem roubado seu note que você largou no meio da praça.

  16. Erik

    Concordo que é impossivel revistar 3 mil pessoas! Acho que cada um deve cuidar da sua cria geek como se fosse um filho.

    Mas já que os seguranças tem as ferramentas (detector de meta) e vão revistar as pessoas, que façam direito! isso inibiria um pouco a ação dos bandidos!

  17. As pessoas são inocentes. Acham que por estarem em meio a pessoas que lidam com tecnologia e que são (mais ou menos) da mesma faixa etária haverá uma certa vigília mútua e uma relativa segurança. Infelizmente vivemos numa época onde não se pode confiar nem em nós mesmos.

    Um abraço.

  18. Jonny,

    Ontem quando eu saí da #cparty, não sei a razão, uma segurança disse que odeia quando alguém fica filmando o trabalho de revista deles. Acho que a intuição da moça já estava em modo ON. Como eu te comentei na #batalhadeblogueiros, a minha sugesdtão p/ o título do filme: “Não se pode confiar mais nem em japonês com cara de CDF”.

  19. Qua qua qua qua!!!

    A vigia estava estranhando o Fugita! ela estava encarando ele do lado de fora! rs rs rs

  20. Jonny, na verdade não deveríamos chamar a atenção da segurança, reclamar deles e mostrar/ensinar para eles como fazer, mas sim, mostrar/ensinar pra esses idiotas que furtam a não fazer mais isso.

    Mas é triste perceber que isso é praticamente impossível.

    Há de surgir o tempo em que não precisaremos mais nos preocupar com segurança. Ainda tenho fé nisso :)

  21. Ahh, você não vale.. Você não tem cara de ladrão.! haha.
    É óbvio que não se pode deixar o note ou qualquer outro aparelho na mesa, sem ficar por perto, ou pedir pra alguém de confiança olhar, e eu acredito que foi até mais fácil porque os notes já estavam fechados e era de uma conhecida que estava filmando. Acho meio absurdo um ser humano que paga pelo menos 2.000 reais num note não vigiar pelo menos um pouco que seja. Ou seja, nesse caso, se alguém tivesse tentando roubar, logo seria pego no pulo. Mas é sempre bom avisar os desavisados. heheh.

  22. Pingback: Coelhas E Babados « Rafael Na Net

  23. No Deal Extreme há cadeados para notebook bem baratos.
    Eu apenas não recomendo os de senha, pois eu não consegui trocar o código original, mas os de chave são ok.

  24. Em um evento de tecnologia, realmente a estrela foi deixada de lado…
    Caso a orgamnização não conheça, existe um tipo de etiqueta chamada RFID (sabe aquela do pedágio Sem Parar), ninguem precisaria nem abrir as mochilas, ao chegar proximo do leitos, já acusaria qual era o note ou pc. Aquela etiqueta de papel com o RG escrito a caneta…. fala sério!!!!

  25. opa…e ae pessoal.
    eu participei do CP2007 em Valencia na Espanha, e o esquema de seguranca era praticamente o mesmo, porem os segurancas de la olhavam todos os bolsos da mochila, pelo menos com a gente olharam todas as vezes, tentei fazer o mesmo, saindo com o note do meu primo e o cara barrou na hora, heheh
    Camera e cel nao era de responsabilidade deles.
    Para eles, os brasileiros era um bando de encanados com seguranca, so os nossos notebooks tinham cadeado, um deles ate me questionou o pq disso, sendo q ele tinha um ibook, 3 hd’s externos, mais alguns gadgets sobre a mesa.
    Quando falei q era brasileiro, na hora o cara entendeu o pq de tanta preocupacao.
    O q ouviamos sempre era para deixar o note nas mesas, nunca nas barracas, pq ai sim eles nao tinham responsabilidade nenhuma, e por incrivel q pareca nao tivemos problemas.

  26. Olá Aline…

    RFID não serviria nesse caso! bastaria romper a etiqueta para um leitor não detectá-lo mais. A pessoa passaria sem maiores problemas.

    O ideal mesmo é o evento falar “CUIDEM DOS SEUS EQUIPAMENTOS”!

    Para se ter uma idéia, em nenhum momento verificaram o número de série do meu micro! Bastaria eu arrancar a etiqueta e cadastrar um novo, com meu RG no lugar!

  27. Mas o povo também deu “muito mole”. Putz!! Deixar um macbook na mesa, achando que ali dentro só tem gente de boa fé é meio ridiculo isso.

    Mesmo assim, a organização precisa ser mais rigida e tomar mais providencias em relação a segurança dos equipamentos dos participantes.

  28. Na boa, eu não iria ao Campus Party nem que fosse do lado da minha casa. Me lembra um acampamento de escoteiros, ou colônia de férias, com um monte de marmanjos sendo feitos de bobos por literalmente qualquer arigó.

    Me admira não terem roubado muito mais, pelo que você mostrou no vídeo.

  29. Fui com um amigo meu na sexta, na area dos estandes(para visitantes), ele e eu entramos de boa, mas ele com um notebook na mochila, ficamos até uams 00:00, e qdo estavámos para sair, revistaram ele e ficaram perpléxos que o note do meu amigo não tinha sido cadastrado. Antes de serem grossos, já disse q se não foi, foi incompetência da segurança na entrada, que nos deixou passar sem ao menos uma revista, alias, coisa que estranhamos logo de cara. Bom, resumindo, depois de “provar” q o note era dele mesmo, fomos embora. Segurança desorganizada.

  30. Eu já acho que o problema não é só deste evento em si. A maioria dos grandes eventos tem falhas gravíssimas de segurança. Para o ano que vem, proponho desde já uma medida para atenuar isso: Bancadas com lock-cables para todo mundo que levar notebook. Cadastrando antes, isso ajudaria e muito a segurança. Qualquer notebook destravado, o pessoal da organização leva para outro local, como em qualquer empresa. Isso será que é muito?!?! Abraços!!!!

  31. quando fui passar com minha mala para ir embora, passaram o detector de metais nela, mas só pegou um frasco de perfume que tinha um encaixe magnético. A mochila passou sem ser vista.

  32. Respondendo ao Rodrigo Nightspy:

    Esse é outro questionamento que faço desde o ano passado. Nós conseguimos entrar sem cadastrar o notebook. Ou seja, ele está lá dentro e sem cadastro… Isso é uma falha gravíssima na segurança. O certo neste ponto seria cadastrar ANTES de entrar e não depois.

  33. Pingback: Campus Party 2009: a casca não favoreceu o miolo - Entendendo o Mundo

  34. Jonny, a mochila vermelha da foto é minha, mas sempre tinha uma pessoa olhando o computador!

    Engraçado que no ano passado eu simplesmente largava o note em cima da mesa e ia circular. Em nenhum momento me preocupei com isso. Esse ano, já no 1º dia, falaram que só revistam um note, se estiver com mais, tranquilo. E outra dica tb era de não deixar nada nas mesas, celulares, câmeras, pois são objetos fáceis de sumir.

    Os notes roubados foram aqueles mais discretos, queria ver o cara saindo com a tela do pessoal da área de games.

    Simplesmente lamentável, junto com outros eventos que tanto comentamos por aí, mas a dica é ficar de olho para o próximo ano e tomar o máximo de cuidado possível!

  35. Desculpa, mas a sua comparação com acampamento de escoteiros não tem nada a ver! Participei por 10 anos e nunca vi alguém ser roubado ou ser “feito de bobo”. Muito pelo contrário, você aprende bastante e, com certeza, faz muita diferença na sua vida.

  36. Eu sou tão receosa (ainda mais que meu note é o 1º e novo) que fiz questão de assegurá-lo antes do evento.
    Vi na quarta que a segurança era ridícula (onde já se viu o cadastro dos equipamentos ser dentro da arena?).
    Na quinta fiquei com dor nas costas de carregar o note comigo, tanto que na sexta providenciei uma trava. E prendi a mochila nele com um cadeado pra poder circular só com a bolsa com os celulares.
    Mas a verdade? Fiquei pouco no pc. Ano que vem levarei um netbook e hd externo. Minhas costas (e nervos) agradecem.

  37. Eu fui e me arrependo de não ter ido ao primeiro. A ocorrência de diversos painéis ao mesmo tempo, cada um falando sobre uma área distinta, muitos com muita qualidade é impressionante.
    E o mais interessante é que os painelistas falavam com igual entusiasmo fosse para uma platéia de 50 ou 100 ou para cinco ou 6. Eu parei para assistir uma palestra em que apenas três pessoas prestavam atenção e achei o assunto muito interessante.
    Vários painéis que sequer havia marcado para acompanhar se revelaram muito interessantes.
    Voltei muito entusiasmado.

  38. Pingback: Campus Party 2009: A Desconexão? - Google Discovery

  39. Roubaram o meu e nem falam em devolver! vou entrar por meios legais para reaver meu notebook

  40. Pingback: Pensar Enlouquece, Pense Nisso.

  41. Olha só eu fiquei no CP e passei duas noites por lá, em algums momentos, fiquei por um tempo consideravel, longe da mesa e do notebook e das mochilas. Mas vamos lá as mochilas estavam amarradas a mesa com três enforca gato (abraçadeiras plasticas, aquelas que podem ser usadas como algemas), as aberturas os bolsos da mochila, estava lacrados com outros tipos de abraçadeira. O notebook estava preso a mesa por uma trava de notebook fixada na mesa, a um dos pés da mesa e para evitar que alguem levanta-se a mesa ou desse um jeito na trava (uma especie de cabo de aço), passava por entre os cabos de rede que distribuia internet na mesa.

    Minha idéia era que como as minhas coisas estavam com maior dificuldade do que as dos outros campuseiros que isso cria-se um maior nível de dificuldade de forma que inviabiliza-se qualquer tentativa de furto.

    Mesmo assim em alguns momentos fiquei com receio sim de um roubo, nos dois dias que dormi, dormo por ali num puff ao lado das mochilas e do notebook.

    A maquina fotografia estava sempre comigo, mesmo tendo seguro contra roubo, mas não contra furto!

    Ah Eu montei um kit antena de alta potencia e um roteador e ele ficou por ali na mesa (de certa forma amarrado), desde de o primeiro dia até a noite de sábado. Nele só coloquei um papel feito a mão pedindo para ninguém levar o equipamento embora e com os dados para acesso a rede sem fio.

    É isso, abçs

    Edu Lima

  42. é roubo, é enchente… ultimamente em Sampa é melhor estar preparado pra tudo eu comprei um case anti-chuva pro notebook um por acaso e salvou minha vida, mas daqui a pouco terei que comprar um carro blindado. bom o site pra proteger da chuva é este ai…http://www.alhva.com.br/

  43. E outra, se o cara colocasse o note por baixo da blusa, passaria FACIL! Eu entrei com bebida várias vezes lá e não houve revista alguma! RIDICULO essa organização!!!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title="" rel=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>