Review – Nokia N97

Vídeo Review – O som não estava tão bom devido à “balada” que estava rolando!

Semana passada fui convidado para conhecer o novo celular da Nokia – o N97. Como eu não conhecia nada a respeito do aparelho, fiquei bastante surpreso com o que vi.

Ao meu ver, o antecessor dele – o N95- é um dos melhores Smartphones do mercado, mas que não servia muito para o mercado corporativo por causa da ausência de teclado qwerty. O Nokia 97 é bem diferente. Além de ter todas as vantagens que tornaram o N95 um sucesso (depois do iPhone, acho que é o smartphone que eu mais vi na mão das pessoas), ele vem com o teclado qwerty e também tela Touchscreen, que facilita – e muito – a usabilidade do celular.

Nokia N97 - fino

Para um aparelho com teclado Qwerty slice, ele é bem fino – 1,59 cm  (foto: Jonny Ken)

A apresentação do celular focou 4 áreas: configuração de emails, widgets, música e GPS.

Configuração rápida de emails

travesseiros

Será que essa configuração vai virar o sonho de qualquer usuário? (foto: Jonny Ken)

Se palavras como imap, pop3 ou smtp sempre lhe deram calafrios, você vai gostar desta! O Nokia N97 já vem com as configurações dos emails @terra, @yahoo, @globo.com, @gmail e @live (hotmail, msn, live, etc), bastando somente colocar o login e a senha. Imagino que esses emails devem abrangir a grande maioria dos usuários não comerciais da internet.

Será que esqueceram do travesseiro do UOL ou celular não possui essa funcionalidade?

Widgets

widgets - nokia n97

Widgets – informações em um toque (foto: Jonny Ken)

O N97 permite deixar alguns widgets na home do aparelho para ter sempre as informações mais atualizadas do momento, como clima, notícias, feeds, contatos, etc. Isso é bem interessante para quem usa o celular como fonte de informação em qualquer lugar de maneira rápida e prática.

O widget é extremamente fácil de criar (HTML), portanto não deve demorar muito para todos os sites possuírem um!

Comes with music
Enquanto a iTunes store ainda não permite os brasileiros comprar músicas com cartão de crédito e endereço aqui do Brasil, a Nokia está entrando no mercado de música com seu “Comes with music“, uma loja online de músicas nacionais e importadas, INCLUSIVE PARA O BRASIL.

Quem comprar o N97 poderá baixar TODO o catálogo de músicas do site por 1 ano. As músicas vem com DRM (infelizmente), ou seja, você só poderá ouví-las usando o seu Nokia ou diretamente no computador cadastrado. E somente com players compatíveis com o DRM da Microsoft (ou seja, nada de Linux e Mac).

Como essa parte foi bem extensa e com muitas perguntas, vou subir o vídeo desta apresentação no próximo post.

GPS – Nokia Maps
Eu peguei uma certa raiva do GPS do Nokia E71. Basta dizer que eu me perdi completamente no centro de São Paulo graças a ele (provavelmente por causa dos prédios e das ruas estreitas) e também passei 2x pelo local do evento de lançamento porque ele simplesmente apontava para o nada.

Levei essas questões para o Vinícius Costa, responsável pela apresentação do novo GPS do N97. Segundo ele, o novo sistema de GPS tem 2 novidades que podem acabar com esses problema. A primeira (e que é fantástica) é a presença de bússola. Ela é ótima para identificar para qual lado o carro está virado, e com isso, o GPS não fica maluco quando está parado. A outra é um melhor processamento, permitindo até que o Nokia Maps calcule uma possível posição do carro em caso de queda de sinal dos satélites.

O Nokia Maps também tem uma função interessante e que eu não conheço em outros aparelhos, que é a função “pedestre”. Na maioria dos GPS, a função pedestre é a função para carros só que sem levar em consideração as mãos das ruas. No Nokia N97, ele indica caminhos alterativos como cruzar um parque no meio ou pegar alguma passarela.

Para usar o programa tem que pagar a assinatura anual, sendo que os primeiros meses são gratuitos.

Sobre o aparelho

Nokia N97 - frente
Nokia N97 – Elegante, como todo aparelho da Nokia (foto: Jonny Ken)

A primeira coisa que me surpreendeu no Nokia N97 não foi o teclado nem o Touchscreen… foi o peso dele (150g com bateria)! Ele chega a ser mais leve que o E71 (que eu já achava leve). Outra coisa que chamou bastante atenção foi a lente Carl Zeiss. E mesmo o flash sendo de LED, tem um bom alcance.

camera - nokia n97

Câmera de 5 megapixels, lente Carl Zeiss e flash de LED. Não é uma super câmera, mas é melhor do que a maioria das câmeras! (foto: Jonny Ken)

01062009006

Foto batida no escuro usando o N97 (Clique na foto para ver em alta definição – Foto: Jonny Ken)

09092009136

A mesma foto, usando o Nokia E71 (Clique para ver em alta definição- Foto: Jonny Ken)

Teclado Qwerty
Assim como o Sony Xperia, o Nokia N97 possui um ângulo entre a tela e o teclado, facilitando a leitura do email. As teclas são fáceis de apertar e ainda por cima possui um “minimouse” do lado esquerdo, facilitando a navegação. Como é de praxe, ao abrir o teclado, a tela gira, ficando na horizontal.

teclado N97 - abre em angulo

Teclado do N97 abre em ângulo, facilitando a digitação e a visualização do texto (Foto: Jonny Ken)

Mas como nem tudo são flores, uma coisa que eu não gostei foi a ausência da barra de espaço! O que existe é uma tecla de espaço no canto do teclado. Esse, ao meu ver, é o principal problema do aparelho! Para quem vai comprar o aparelho para mandar emails e mais emails da rua, isso vai fazer uma boa diferença na experiência de digitação!

barra de espaço do N97 b

Essa é a “barra” de espaço. Uma pena! (foto: Jonny Ken)

Normalmente, reclamar desses aparelhos mais caros, como o peso do Sony Xperia, é tentar achar defeito em Ferrari. Mas esse me deixou chateado, já que outros aparelhos com teclado slice da Nokia possuem a barra de espaço no lugar certo e de tamanho adequado. Vide o Nokia E75.

Barra de espaço do E75

Barra de espaço do E75 – Por que não fizeram igual? (foto: Jonny Ken)

Mas para não ficar só na reclamação, assim como em todos os aparelhos da Nokia, os acentos são facilmente colocados como em um computador comum. Para quem sempre sofreu com os teclados do  windows mobile, isso é uma benção (principalmente para a língua portuguesa).

n97 - de frente
Tem uma pegada boa e a tela tem uma ótima definição! (foto: Jonny Ken)

Conclusão:
O celular é ótimo! A usabilidade do N95 já era fácil. Agora com a tela touchscreen (muito boa por sinal) ficou ainda mais simples. O sistema operacional é feito de maneira que o uso de uma canetinha stylus seja totalmente desnecessária (inclusive ela nem vem no corpo do aparelho). Todos os ícones são grandes o suficiente, até mesmo para os dedos mais gordinhos como o meu.

Mas eu fiquei extremamente indignado com a barra tecla de espaço do N97. Para quem, como eu, que vive mandando emails, SMS e tweets pelo celular, digitar nesse teclado pode causar estranheza, mas talvez seja apenas uma questão de costume. Para quem sempre usou teclado numérico para digitar como no N95, acho que a barra de espaço é um problema totalmente insignificante!

Infelizmente não pude testar um dos pontos fracos do N95 – a bateria! Alguém ai pode fazer um mini review da durabilidade dela? 🙂

Maiores detalhes:

Especificações técnicas no site da Nokia
Hotsite do N97

Quem também escreveu sobre o Nokia N97:
Bia Kunze  – Primeiros dias com o Nokia N97

6 thoughts on “Review – Nokia N97

  • Pingback: Links da semana : ArenaGeek

  • 18/09/2009 at 2:37 pm
    Permalink

    Muito bom esse review Jonny, depois dele, quero ter um N97(e quem não quer?). Abraços!

  • 18/09/2009 at 2:42 pm
    Permalink

    “Infelizmente não pude testar um dos pontos fracos do N95(…)”, N95 ou N97?

  • 18/09/2009 at 3:42 pm
    Permalink

    eu era fão de windows mobile, mas estou gostando da minha experiência com o E71.

    Quem sabe qdo eu for trocar de aparelho, escolha esse! :D. Por enquanto meu celular ainda é muito novo!

    Abraços

  • 18/09/2009 at 3:44 pm
    Permalink

    Olá Filipe!

    Até onde eu sei, o ponto fraco do N95 é a bateria. E como são aparelhos da mesma linha, seria interessante ver a duração da bateria do N97, mas não consegui testar.

    Foi isso o que eu quis dizer!

    Valeu!

  • 18/09/2009 at 5:48 pm
    Permalink

    Realmente, a autonomia do N95 deixa a desejar. Vou fazer alguns testes e posto um comentário com a duração média 😉

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *